Acesso às Redes Sociais

Adsense

terça-feira, 30 de abril de 2013

Carta à minha Mãe - Chico Xavier

Imagem retirada do Google

Quis visita-te o anônimo jazigo
Em que a humildade em paz se nos revela, 
Contempla a cruz, antiga sentinela
Erguida ao lado de um cipreste amigo

Busco a memoria e vejo-te comigo;
Estamos sob o verde de aquarela, 
Teu sorriso na túnica singela
É a luz brilhando neste doce abrigo.

Recordo o ouro, Mãe, que não quiseste,
Subindo para os sóis do Lar Celeste
Para ensinar as trilhas da ascensão...

Venho falar-te, em prece enternecida
Do amor imenso que me deste à  vida
Nas saudades sem fim do coração.  

(Soneto de Auta de Souza - por Chico Xavier em 1989)




Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem sou eu

Minha foto

 Meu nome é Júlio Amâncio, sou um Casabranquense de todo coração. Tenho 2 filhos e uma esposa que amo muito. Sou um batalhador de carteirinha, e nas horas vagas escrevo em meu blog.