Acesso às Redes Sociais

Adsense

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Música uma terapia, uma emoção à parte


Imagem retirada do Google

 Quem canta seus males espanta, assim dizia o poeta, quem não gosta de música, seja ela qual for e na intensidade que for, música é sempre bom a música acalma os ânimos e oferece a paz de espírito nas pessoas. Quando falamos em música, em qual forma ela vem em sua mente? De que jeito você prefere a música? Pois cada pessoa gosta da música de uma forma, uns preferem a música para dançar, quando ouvem os pés até coçam para sair bailando e isso é maravilhoso. Outros preferem apenas escutá-la, outros já gostam da forma instrumental, pessoas que tocam algum instrumento. 

 Mas existe ainda outra forma, a qual me levou a escrever essa matéria, a forma cantada, quando cantamos uma música. Quem nunca cantou no banheiro? Quem nunca se pegou cantando na rua ou em casa? Acredito que todas as pessoas cantem em diversos locais,  não importa a música mas sim o ato de cantar. Existem pessoas que vivem da música, são os cantores profissionais, tiram seus rendimentos da música, mas também existem aqueles cantores que  não ganham nada para cantar, na verdade até pagam para isso, estou falando daquelas pessoas que frequentam KARAOKE´s
Imagem retirada do Google
- eu Júlio Amâncio sou uma delas -. 

 Nesses lugares, para quem não conhece, ninguém é profissional, é claro que tem aqueles que tem a afinação melhor e aqueles que não tem tanto assim, mas isso não é julgado nesses locais, porque a intenção é apenas cantar e não competir para ver quem melhor canta e esse que o barato do lugar, porque é nítido no semblante das pessoas que no palco sobe a alegria de estar cantando.                           

 Muitas vezes se olharmos de forma critica, a pessoa não sabe cantar, mas mesmo assim ela sobe, canta, encanta e ainda todos aplaudem ao termino da canção. Não estou dizendo que seja um palco de horrores é simplesmente fantástico, porque por mais que não se saiba fazer algo, se fizermos com alegria, com gosto e com amor tudo aquilo que nos dispusemos a fazer sai quase que perfeito - se não sair perfeito -, isso se enquadra em tudo na vida, não só na música.

 Quem frequenta KARAOKE sabe que é maravilhoso, normalmente as pessoas que acabam se conhecendo nesses locais se tornam amigos, o gostoso é que normalmente - depende é claro da política de cada estabelecimento -, o clima é familiar. Existem aqueles que vão sozinhos, porém na maioria das vezes as mesas são grandes, com muitas pessoas. Nesses estabelecimentos, além da música há também os cardápios com bebidas, drink´s, aperitivos e comidas. Tem frequentadores que vão e não cantam, apenas ouvem, bebem e petiscam com os amigos.

``Se você nunca foi, vá, pois você só saberá a sensação indo, não se preocupe com a afinação, apenas vá´´.

 Existem vários KARAOKE´s espalhado pelo Brasil, alguns grandes outros pequenos, irei citar o endereço de um aqui de Campinas, o qual eu frequento.





 WAVE KARAOKE lugar de muita alegria, clima muito familiar, coisa que os proprietários prezam muito e trabalham sério para que não se perca. O ambiente, além de ser frequentado por famílias, seu proprietário - o Sato - trabalha com sua família - seu filho, sua esposa, duas maravilhosas atendentes e uma pessoa na entrada -.

 O WAVE abre de terça a domingo. Às quartas-feiras eles disponibilizam um HAPPY HOUR das 18h às 20:30h, você também pode reservar mesas para festas e confraternizações (para festas consulte o minimo de pessoas para bolo grátis)
  Com essa nova lei de transito que penaliza motoristas que bebe depois dirige, o WAVE está com um incentivo este mês, veja abaixo:









WAVE KARAOKE

Rua: Dr. Candido Gomide, 540 
Guanabara 
Campinas - SP
Fone: (19) 3212-0606


 Além do WAVE, existem outros KARAOKE´s em Campinas, tão bons quanto.




Postar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Quem sou eu

Minha foto

 Meu nome é Júlio Amâncio, sou um Casabranquense de todo coração. Tenho 2 filhos e uma esposa que amo muito. Sou um batalhador de carteirinha, e nas horas vagas escrevo em meu blog.